#57 - Kanto Crisis!





No último capítulo descobrimos que a Sacred Arcanine, guilda mais poderosa de Kanto, está tentando terminar com a presença de místicos no mundo, com o objectivo de impedir que estes se aliem a Yuuto contra os humanos, com o apoio dos civís, mas sem aprovação das guildas restantes, dois membros desta poderosa associação surgem na Squirtle Shell para levar Yellow, no entanto, Ash e os seus amigos não pensam em facilitar-lhes a vida.

Os dois guerreiros da Sacred Arcanine avançam sobre os membros da Squirtle Shell, decididos a combater, o primeiro membro pega no bastão de madeira que trazia atrás das costas, ele tinha a ponta oval e aberta, com uma jóia de cor vermelha no centro, desta jóia, é lançado um raio vermelho na direção de Ash, o pegando desprevenido, fazendo com que seja acertado em cheio no peito e atirado para trás.

— Não pensem que podem parar a Sacred Arcanine — disse o membro atacante — nós somos a unidade de combate da melhor guilda do mundo.

— Unidade de combate? — Perguntou retoricamente Gary — isso quer dizer que vocês são a classe mais baixa dessa guilda, julguei que mandassem alguém mais poderoso.

— Garoto, a nossa unidade mais baixa é suficiente para derrotar uma guilda de amadores como a Squirtle Shell — disse o segundo, que trazia garras metálicas nas luvas negras.

O segundo soldado ataca Gary com suas garras metálicas, mas o garoto consegue evitar os dois golpes seguidos, em seguida ele salta sobre o seu inimigo e inspira profundamente.

— Flamethrower! — Gritou o garoto enquanto da sua boca saia um turbilhão de chamas que obriga o seu oponente a se chegar para trás.

— Não fique convencido, você vai ver o meu poder — o inimigo cruza os braços com as garras para cima e começa a rodopiar sem sair do lugar, os ventos cruzam-se no seu corpo e as garras dão um efeito cortante ao tornado que se forma, em seguida ele avança contra Gary, dessa vez o atingindo e fazendo vários cortes no seu corpo.

— Gary, você está b... — Antes de Katie poder terminar a frase, ela é interrompida pelo neto do professor Oak que se levanta e estende o braço para que ela não chegasse na frente.

— Não se meta nisto — ordenou o rapaz com um tom de voz frio.

— Gary... — Katie ficava confusa com a atitude do garoto, ele costumava ser arrogante, mas ela nunca o tinha visto desse jeito, pelo menos agindo assim com ela.

— Se fosse a si, aceitava a ajuda da sua amiga hehe.

— Não preciso de ajuda para derrotar um low class como você.

— Que disse? Eu pertenço á guilda mais poderosa do mundo, a Sacred Arcanine, acha que sou low class? Então o que será você, um membro de uma guilda inútil?

— Faz de mim aquele que vai chutar a sua carcaça pela cidade — Gary começa a exercer pressão, deixando o seu avô e todos assistindo ao combate impressionados com o nível de energia espiritual que aquele garoto havia atingido.

— Este é o meu neto? I wonder where did he get this power? — Oak estava meio surpreso, meio intrigado com este poder espiritual, ele sabia que Gary não tinha treinado com as aves lendárias, assim como seria possível ele ter chegado neste nível?

— Não pense que por fazer pressão que me vai derrotar, eu sou o grande Guntam — o soldado enfia as garras no chão e começa a correr na direção do garoto, com as garras fazendo faísca á medida que arranhavam o terreno, em seguida ele levanta os braços com um movimento brusco, projetando seis arcos meia volta de energia contra Gary.

— Protect! — por sua vez, Gary produz uma cúpula verde transparente em seu redor, impedindo o inimigo de lhe acertar com seu golpe, em seguida, Gary, fica com os braços em chamas, dá um salto e rodopia no ar, se lançando contra o inimigo — Fire Slash! — Suas mãos ficam cobertas com chamas que formam duas garras gigantescas de fogo. Guntam tenta se proteger com suas garras metalizadas, mas o golpe de Gary o atira para trás, quebrando o seu aço.

— Droga, minhas garras quebraram, como é que um membro de uma guilda tão fraca consegue...

— Como eu disse, there's no way que eu serei vencido por um low class — Gary inspira profundamente, o solo em seu redor levanta com a pressão exercida — Flamethrower! — Gary cospe o seu lança chamas.

 O soldado da Sacred Arcanine não tem tempo para escapar e tudo o que consegue ver são as chamas se dirigindo até si em câmara lenta, o atingindo no final.

— Como se atreve? Vocês estão tentando uma guerra? — Perguntou o outro soldado ainda de pé.

— Vocês que nos atacaram em primeiro lugar, não deixarei que levem a Yellow — Ash começa a exercer sua pressão.

— Não diga bobagem garoto, eu irei derrotar todos vocês ou não me chame Horace — de novo com o bastão, o soldado desenha um circulo vermelho na sua frente, com uma pinta da mesma cor no centro, ele enfia o bastão nesse ponto, libertando um poderoso raio contra o rapaz, que pula no ar, evitando o contacto.

— Não irá vencer — o punho esquerdo de Ash fica coberto de faíscas e o garoto se lança contra Horace — Thunderpunch! — O punho acerta em cheio no rosto mascarado do soldado, o projetando para trás, este usa seu bastão, o enterrando no chão, para se auto-parar.

— Você desta não vai conseguir escapar — Horace levanta o seu bastão e roda com ele no ar varias vezes, produzindo um raio vermelho que ganha a forma serpentina, enrolando Ash ao contacto — he he jackpot.

— Droga... não me consigo mover — debatia-se Ash para se libertar.

— Quanto mais lutar, mais apertado isso vai ficar, você está derrotado garoto — Horace aponta o seu bastão a Ash e dispara de novo o seu raio vermelho, no entanto, o golpe é aparado por uma parede rochosa criada por Brock — quem interferiu?

— Ao contrário de você, o Ash não está sozinho — disse Brock sorridente.

— Espere por sua vez, seu fracote.

— Afaste-se, eu trato desse palhaço — disse Gary empurrando Brock.

— Que atitude babaca é essa? — Questionou Brock.

— Você nem sequer é desta guilda, então reduza-se á sua insignificância.

— Não devia ter dito isso — Brock ficava enervado com os comentários daquele rapaz.

— O que é que você vai fazer sobre isso? — Provocou Gary.

É nesse momento que Brock se vira para Gary, ele  cruza os seus braços e uma cintura rochosa surge em orbita com o seu tronco.

— Rock Tomb! — O guerreiro de Pewter lança suas rochas contra o neto do professor Oak, este consegue se desviar e corre para junto de Brock com seu punho direito coberto de fogo.

— Fire Punch! — Acertando em cheio no peito de Brock, o moreno é arrastado um pouco para trás, mas não parece ter sofrido muitos danos.

— Você não foi o único que treinou... Mega Punch! — Com um poderoso soco, Brock acerta em cheio no abdómen de Gary, o atirando para trás, em seguida ele dirige seus braços com força para o chão, tocando completamente com as palmas das mãos no terreno — Stone Edge! — Seis rochas pontiagudas perfuram o solo, acertando em Gary e o projetando nos ares, o rapaz aterra um pouco atrás e limpa o pouco sangue que saia da sua boca, se preparando para atacar.

— Enough! — Oak se coloca na frente de Gary e Brock com os braços abertos, esperando que eles parem a luta — não é altura para combaterem, caso se tenham esquecido, temos um inimigo em comum neste momento e não nos podemos dar ao luxo de perder aliados.

— Ele não é meu aliado, ele não é meu nada — protestou Gary com frieza — mas tudo bem, resolvam vocês o assunto, eu não quero mais saber — Gary vira as costas e começa a caminhar rumo á rota 1.

— Para onde você vai? — Perguntou Oak.

— Deve haver mais soldados como estes dois por ai, eu irei derrotar todos eles, vou dando noticias — com frieza, Gary se afasta, deixando a guilda para trás ainda no meio de um combate.

— He he he problemas familiares professor? Um a menos para eu derrotar — zombou Horace.

— Você não irá derrotar ninguém — disse Ash exercendo pressão, sua electricidade começa a entrar em contacto com o circulo que o prendia, acabando por o destruir — All done, agora é a sua vez... Quick Attack! — Ash começa a correr na direção de Horace.

— Não pense que por se libertar me vai vencer — o soldado volta a apontar o seu bastão a Ash e dispara um raio, mas o rapaz começa a correr em zig zag, evitando os golpes.

— Thunderbolt! — Ash junta os braços e os ergue para cima, disparando um relâmpago para o alto que iria cair em cima de Horace, mas este evita o contacto, no entanto, o choque com o solo, o faz sofrer algum dano, mas nada demais, pois ele arrasta com os pés no solo para se manter em pé.

— Não irei perder como meu companheiro, eu serei membro de elite — Horace faz um circulo em sua frente, com um ponto vermelho, em seguida bota o seu bastão nesse ponto e dispara um raio expesso. No entanto, Ash parece correr na direção do raio.

— Ninguém ataca a Squirtle Shell e tenta magoar os meus amigos, eu não deixarei que você vença — Ash corre e o seu corpo fica envolto em electricidade — Volt Tackle! — Penetrando o raio, Ash consegue surpreender Horace que não acreditava que aquele rapaz estava mesmo correndo dentro do seu raio ultra poderoso, sem conseguir fazer nada para evitar, ele é atingido em cheio pelo rapaz, sendo atirado para trás, completamente nocauteado.

— Você venceu Ash! — Festejou Yellow.

— É... eu co-conseg... — Ash desmaia com os danos causados por ter entrado no raio do inimigo, no entanto, ele esboçava um sorriso de vitória.

Derrotados, os dois membros da Sacred Arcanine, voltaram cambaleando para a guilda, deixando Agatha insatisfeita, junto dela estava Giovanni que ficava satisfeito por saber que Gary havia deixado a guilda, embora o escondesse da líder da Sacred.

Não foi só em Pallet que a Sacred Arcanine atacou, outros dois soldados mascarados perseguiam em uma floresta, um pequeno rapaz, com não mais de 3 anos, com pernas de ave e duas pequenas asas castanhas nas costas, ele chorava pelos seus pais, mas ninguém parecia chegar em seu auxílio, até que fica encurralado em uma ravina. Sem conseguir voar, a criança chora, mas os soldados não parecem se importar, eles se preparam para atacar o pobre místico, mas uma rajada de vento os obriga a se afastarem da criança, os dois olham para o céu e veem um rapaz de cabelos azuis esvoaçando com o vento.

— Dois adultos atacando uma cria que nem sabe voar, shame — era Ace que aterra entre o pequeno e os dois soldados.

— Você se atreve a interferir com assuntos da mais poderosa guilda do mundo? Identifique-se — ordenou um deles.

— O meu nome é Ace e eu sou da Fearow's Beak e o meu dever é proteger quem não se consegue defender sozinho, por isso não me importa qual o vosso motivo, não deixarei que maltratem este garoto.

— Então se prepare para enfrentar o seu destino — gritou o outro soldado enquanto ambos se atiram contra Ace.

— Whirlwind! — Com apenas a movimentação dos seus braços, Ace cria um poderoso tornado que projeta os dois inimigos no ar, os lançando vários metros para o meio da floresta. Em seguida ele se vira para o garoto que estava tremendo de medo — não precisa ficar assustado, eu estou aqui para o ajudar, me diga onde estão os seus pais?

Ace decidiu ajudar o garotinho a voltar a casa, mas nem tudo correu assim tão bem em outros lugares, os vários soldados da Sacred capturaram cerca de vinte místicos neste dia e mais estariam para o ser, eles estavam sendo presos nas masmorras do castelo da Sacred Arcanine em Indigo Plateau, nas mesmas masmorras onde se encontram Jimmy, Clyde, Miriam e Garret da Laughing Gengar, a guilda negra que enfrentou a Squirtle Shell há uns tempos atrás.


As guildas de Kanto irão se juntar para combater a mais poderosa guilda da região, mas serão capazes de salvar os místicos? Conseguirão derrotar os mais poderosos? Não percam o próximo capítulo.

1 comments :

Write comments
Boo
AUTHOR
17 April 2015 at 15:46 delete

Capítulo incrível, a Sacred Arcanine esta fazendo um verdadeiro cerco a todos os místicos do mundo, o plano deles de os separar de Yuuto faz sentido e parece muito bom, mas ao mesmo tempo atingem inocentes que nada tem a ver com o conflito, além de poder irritar ainda mais Yuuto e iniciar os conflitos.
Fiquei bem curioso com a forma como a Sacred Arcanine atacou, eles usaram armas mágicas, parece ser uma forma nova de combater, a historia continua a evoluir mesmo depois de quase 60 capítulos, é um ponto muito positivo.
Mas o maior destaque do capítulo foi Gary com certeza, ele esta cada vez mais rebelde e disposto a agir por conta própria, ele quer se libertar da sombra de Oak, Giovanni conseguiu o mudar.
Foi bom ver a Fearow´s beak agindo, saber que é conflito em toda região e todos estão envolvidos, parece mais grandioso. Grande capítulo, este novo arco tem sido muito bom.

Reply
avatar