#52 - Attack on Shamouti Island!





No passado, as lendárias aves miragem combateram uma misteriosa ameaça vinda o espaço, conhecido como Deoxys, a criatura alienígena levou uma cidade inteira á sua destruição, devido ao imenso poder de Deoxys, as lendárias aves ligaram suas vidas a três bebés que haviam nascido no mesmo dia, para assim poderem combater, sem correr o risco de perder a vida. No final, os três titãs derrotaram a ameaça daquela criatura de outro mundo e as três crianças a quem eles tinham ligado suas vidas cresceram, Ash, Katie e Gary foram essas crianças, que atraídas uns pelos outros, se juntaram na Squirtle Shell.

Usando sua forma humana, Articuno, Zapdos e Moltres contaram sua história a Ash, Yellow e Katie, esta última ficava chocada com as palavras daquele homem de feições femininas e longos cabelos azuis que ela tratava como pai.

— Então foi por isso... foi por isso que eu nunca consegui desenvolver os poderes psíquicos, foi por sua causa que meus pais me abandonaram para morrer — a garota bate com os punhos na mesa, o seu olhar mostrava ira.

— Eu quando a conheci, me lamentei por ter estragado sua vida, por essa razão a tratei como minha filha — explicou Articuno.

— Então é isso... você se sentiu culpado e ficou comigo por pena, você ainda teve a coragem de quando me encontrou na ilha do relâmpago, dizer que não me culpava pelo que aconteceu em Navel Island, que não tinha de ter medo, ou vergonha, quem devia ter vergonha é você, todos vocês, lendárias aves nada, vocês se aproveitaram de três crianças, não querendo saber o que lhes aconteceria depois, eu o odeio — a garota corre para a porta e sai da cabana a correr.

— Deixe ela ir — pediu Articuno agarrando o braço de Yellow que se preparava para a seguir — ela precisa estar sozinha um pouco.

— Agora que sabem a verdade, o que tencionam fazer? — Perguntou Moltres olhando para Ash.

— Eu compreendo o que a Katie está sentindo, mas também percebo que o que vocês fizeram foi para salvar o mundo. É estranho, mas desde pequeno sempre senti que era meu dever proteger as pessoas que amo — comentou Ash.

— É natural, você possui um laço com Zapdos, o nosso irmão mais rebelde, mas também aquele que mais nos ama — disse a mulher dos cabelos laranja, Moltres.

— Tsk, deixe-se dessas coisas, eu apenas faço o que tenho de fazer — Zapdos cruzou os braços e revirou o olhar, o seu rosto ficou um pouco rosado.

Articuno aplicou um feitiço em Ash, fazendo suas feridas sararem, em alguns segundos, o garoto já era capaz de se colocar de pé e pronto para começar o treino com as aves miragem. Katie os esperava do lado de fora, o seu olhar ainda demonstrava fúria, mas ela acreditava que não conseguiria vencer a Team Rocket sozinha, não agora que perdeu a essência da Ice Sphere, então se sujeitou ao treino juntamente com Ash e Yellow.

Giovanni também contara a história de Gary e como Oak lhe escondeu tudo, o garoto tentou não mostrar, mas no fundo estava magoado com seu avô. O político se oferece para treinar o garoto e mostrar tudo aquilo que ele pode fazer, Gary aceita e começa a concentrar sua energia para alegria de Giovanni que se deliciava ao sentir a força espiritual do neto do professor Oak.

Já o velho Oak estava capturado na base naval da Team Rocket, um imenso porta aviões situado algures no oceano, ele é guiado por Blaine e os três comandantes da organização, Sird, Carr e Orm até uma sala dentro do navio, lá estavam as três orbes pertencentes ás aves miragem.

— Vocês conseguiram mesmo... — Oak não conseguia esconder o quão impressionado estava com aquela descoberta, ele olha para as esferas alinhadas e sente o seu poder imenso.

— Agora é sua vez Samuel, faça a união — ordenou Blaine.

— Isso não é assim tão simples, é um feitiço longo que irá necessitar de muita energia, não estará pronto antes de três dias.

— Tsk, acho que você nos quer segurar, não se esqueça que temos sua neta nas masmorras, algo mau pode acontecer á pobrezinha — ameaçou Sird.

— Não estou enrolando, é a verdade.

— Para seu bem, espero que sim, se acha que seus alunos o vão salvar, retire essa ideia nihihihi — disse Carr.

Os três Rockets sairam do laboratório, deixando Oak com Blaine, os dois se preparam para trabalhar nas esferas, o professor diz ao cientista para ficar no lado oposto e para juntar as mãos, concentrando sua energia na ponta dos dedos, enquanto ele fazia o mesmo.

— O que aconteceu com você Blaine? Você era um homem respeitado em todo o mundo, agora se vendeu para a Team Rocket.

— Não fale o que não sabe Samuel, eu tenho de fazer o que tem de ser feito.

— Eu sinto que você me esconde algo, eu olho para a sua energia espiritual e você não tem o coração negro como aqueles três, eu sei que isto não é você.

— Já lhe disse para ficar em silêncio, esta esfera tem de estar pronta a tempo.

— Isto é por causa de Amber? A sua filha, não é assim?

— Cale-se de uma vez — a energia espiritual de Blaine aumenta, pressionando Oak para trás.

— Então é isso — sorriu Oak — sua filha não desapareceu, eles a têm guardada em algum lugar e você teve de se juntar a eles para a manter em segurança.

— Não fale como se entendesse.

— Sério? Pois é o que vocês estão fazendo comigo e com minha neta, então eu acho que entendo.

— Você sabe onde está sua neta, eu não sei onde está minha filha, minha Amber, eles a têm escondida em alguma das suas bases, eu tentei procurar ela, mas nunca a encontrei, se para a ter de volta eu tenho de trabalhar com estes criminosos, então seja.

— Mesmo custando a vida de centenas de pessoas?

— Você está fazendo o mesmo, não é verdade?

— Eu tenho esperança que os meus alunos cheguem e derrotem a Team Rocket.

— Isso não irá acontecer Samuel, se fosse assim tão simples, eu mesmo já teria os combatido.

— Bom, eu conheço o meu neto e os seus amigos, eles nunca gostaram do simples mesmo hehe.

Os dois continuaram trabalhando no projeto, enquanto os membros da guilda treinavam para ficar mais fortes, passando assim três dias. Na ilha onde Ash e Katie treinavam com as aves, chegou a informação que avistaram um porta-aviões junto da costa de Shamouti Island, a Team Rocket havia chegado. As pessoas da ilha ficaram assustadas ao ver aquele grande navio se aproximando, logo vários mísseis são disparados, atingindo a ilha, provocando o pânico entre os habitantes da mesma, os recrutas da Team Rocket invadem Shamouti com a ordem dos superiores, o objectivo era fazer as aves miragem saírem de seus esconderijos e aparecerem.

Na televisão dava a noticia, ataque em Shamouti Island, a professora Ivy da Butterfree Nest ficava inqueta, Tracey se preparava para sair, ele queria combater os invasores, Ivy decide o acompanhar.

Na base naval, Sird observava satisfeita o resultado do ataque.

— Não deve faltar muito para eles aparecerem — comentou a mulher lambendo o lábio inferior.

— E se eles não aparecerem? — Perguntou Carr.

— Esta ilha é onde supostamente eles nasceram, os seus fortes sentimentos os farão aparecer, tenho a certeza, além disso, eles sabem que nós possuímos os seus tesouros.

— Orm querer esmagar aves miragem.

— Nihihihi sempre querendo destruição Orm, não se esqueça que esse não é nosso objetivo.
De repente, o comunicador dá sinal, algum recruta tentou entrar em contacto com a base.

— Daqui comandante Carr, comunique recruta.

— Meu comandante, estamos sendo confrontados por uma guilda.

— Quê? Quem se atreve?

— Eles dizem ser da Orange Cre...ahhhh — ouve-se um grito do recruta e o som fica desfocado.

— Daqui Rudy da Orange Crew, Team Rocket, vocês mexeram com os tipos errados, over.

— Quem é você? Me responda!!! — A comunicação falhou, deixando Carr irritado — maldita guilda!!!

Na ilha, os Rockets eram agora atacados por quatro guerreiros.

— Chuva Acida! — Cissy abre os braços e os ergue para o céu, nuvens negras se formam por cima da cabeça de três Rockets, a água que delas saia, corroía as vestes negras dos vilões e os fazia gritar com queimaduras no corpo.

— Quem é aquela vadia? — Perguntou um dos recrutas.

— Ora, eu sei que você é um criminoso e tudo mais, mas isso não é forma de tratar uma senhora — comentou Danny.

— Vocês estão ferrados! — Os dois Rockets se lançam contra Danny que apenas abre os seus braços, os posicionando na frente dos criminosos, em seguida ele começa a mover os dedos e os dois perdem controlo dos seus movimentos.

— Que vocês estão fazendo imbecis, parem de dançar e ataquem! — Ordenou um terceiro Rocket vendo os outros dois movimentando o corpo de forma estranha.

— Não consigo controlar meu corpo...

— Meu corpo se movimenta sozinho...

— Que estão para ai dizendo idiotas?

— Vocês amam se ofender não é? Já não há respeito, hora de ensinar uma lição — Danny começa a mover os seus dedos e os dois Rockets se lançam sobre o terceiro, o esmurrando e pontapeando.

Outros Rockets viram o ataque e acusaram aqueles dois de traição, os atacando em seguida, no entanto, sobre o controlo de Danny, os dois esmurram e pontapeiam todos os outros para divertimento do membro da Orange Crew.

— Que se está passando ali em baixo? — Perguntou outro recruta, com algumas frutas nos braços, roubadas de um mercado.

— Sua mãe não lhe ensinou que é feio roubar? — Uma voz feminina faz o Rocket se para a frente, onde estava Luana jogando uma consola de videogame portátil.

— Que disse sobre minha mãe? Não lhe admito que fale mal dela!

— Dizer que ela devia ter ensinado boas maneiras a você é falar mal? Geez, você é muito susceptível.

— Que me chamou? Como se atreve a me ofender?

— Oh boy... — Luana para o game para fazer um facepalm.

— Não brinque comigo! — O Rocket retira o seu chicote e o faz crescer na direção de Luana, agarrando seu braço.

— Link Start! — Os olhos da guerreira da Orange Crew brilham com várias numerações de códigos surgindo nas suas pupilas, logo essas numerações envolvem toda a área, deixando o Rocket em um lugar estranho com plataformas e pequenos cogumelos castanhos com olhos irritados.

— Mama mia! Heh? Por que estou falando assim? E por que é que tenho estas roupas? — O Rocket estava agora vestido com uma camisa vermelha, jardineiras azuis e uma boina vermelha, de repente, ele sentiu o seu corpo sendo controlado por algo e começou a correr que nem louco saltando as plataformas e pisando nos cogumelos, até que uma planta carnívora surge por baixo de uma chaminé, acertando no Rocket e o expulsando daquele mundo.

— Ohhh, já acabou? Logo agora que estava divertido... — comentou Luana, que se mostrava desanimada com o Rocket desmaiado na sua frente.

Drake estava sentado em um telhado, observando os seus companheiros combatendo, até que dezenas de recrutas cercam o pequeno estaleiro.

— Você é um deles? Se prepare para pagar — disse um dos Rockets, se assumindo como o porta-voz.

— Whoaa man, vocês Team Rocket são realmente muito incomodativos, mas bom, já que me fazem levantar — Drake se coloca de pé no telhado e agarra na cruz de prata que tem ao pescoço — Silver Sword! — A cruz se torna em uma enorme espada pontiaguda com a cabeça de um leão ao fundo do cabo.

Drake salta do telhado e faz um movimento diagonal com a espada, libertando uma lâmina de energia com contornos verdes, que derruba vários Rockets de uma vez.

Os recrutas são muitos, mas vão caindo sobre a força esmagadora da Orange Crew, no entanto, os guerreiros da guilda sentem uma força superior se aproximando, a besta da Team Rocket, o comandante Orm pisa em solo de Shamouti e avança violentamente pelas suas, encontrando Drake e sua espada que havia derrotado todos os recrutas.

— Homenzinho ter look cool, mas Orm o fazer pagar pelo que fez aos recrutas de Orm.

— Foram vocês que invadiram o meu arquipélago, eu apenas estou defendendo — disse Drake confiante, apontando a espada ao inimigo.

— Orm esmaga! — O comandante da décima terceira divisão corre contra Drake, este faz movimentos com sua espada criando lâminas de energia, mas parece não fazer efeito no corpo da besta que desfere uma clothesline no líder da Orange Crew, o projetando contra o estaleiro.


Os outros quatro membros se apercebem do que aconteceu e tentam ir em auxílio de Drake, mas os recrutas da Team Rocket são em grande número e eles não podem simplesmente os deixar continuar a atacar a ilha, a batalha de Shamouti começou, não percam o próximo capítulo.

1 comments :

Write comments
Boo
AUTHOR
17 March 2015 at 15:55 delete

Capítulo muito bom, as revelações das aves causaram um grande impacto em Katie, ela viu que todo seu destino foi alterado por Articuno, que na verdade ele nunca foi um pai, mas alguém fazendo algo por culpa, por a ter impedido de seguir seu destino como guerreira psíquica. Ash pareceu entender melhor isto, ele não se importou tanto por pensar também em como as aves se sentiram.
A reação de Gary também, Oak não tinha o direito de ter escondido isto dele, ele esta revoltado com o avô e Giovanni se aproveitando disso para o treinar.
A parte sobre o Blaine foi bem interessante também, descobrir que ele não era um vilão mas apenas estava sendo chantageado.
Boa surpresa no final, a Orange Crew se apresentou no inicio um pouco como vilões, mas agora lutam para proteger o arquipélago da team Rocket, as habilidades deles são bem diferentes, gosto disso, e que grande final com Orm aparecendo para os confrontar, ele é meu vilão preferido ate agora. A historia segue ótima.

Reply
avatar