#46 - Shipwrecked!





No último capítulo, os nossos heróis entraram no navio SS Titânia, que os levaria de Valencia Island, para Shamouti Island. No entanto, o navio é atacado pela Team Rocket, a batalha entre os guerreiros e a organização criminosa, danificou o navio e este naufragou no mar gelado, embora nenhum dos nossos heróis tenha sido arrastado para o fundo do oceano, as fortes correntes os separaram, agora cabe a eles encontrar o caminho de regresso.

As correntes marítimas trouxeram Yellow para uma ilha florestal, sem sinal de vida de outro humano, a garota estava estendida na areia ao sol, inconsciente, até que um pequeno Krabby usa suas pinças para apertar o pé da garotinha, que acorda em sobressalto.

— Pi? — Yellow esfrega os olhos e olha para todos os lados, ela tenta sentir a presença dos seus companheiros, mas nada, no entanto, ela vê ao longe no mar alguém desmaiado em cima de um quadro de madeira.

 A garota corre para o salvar, se atirando ao mar e nadando velozmente na direcção do naufrago, quando ela chega junto do quadro, vê que se tratava de Percy, o místico da Team Rocket que a atacou no navio. Mas a garota nem pensou em deixá-lo ali, com seus pés batendo, ela nada até á costa, deitando o menino na areia. Em seguida, Yellow, tenta acordar Percy com dois tapas na cara, mas nada feito, então ela decide dar um choque ao místico usando uma pequena descarga, que fez Percy acordar com um salto.

— Nyarr, por que fez isso sua idiota?

— Pena que tenha acordado, a pi já ia preparar o seu enterro.

— Nyarr? Onde estamos?

— A pi não sabe, acordou aqui há pouco.

— Nyarr, a culpa é vossa, se não nos atacassem o navio não teria naufragado e agora não estariamos presos nesta ilha deserta.

— Se vocês não tivessem tentado assaltar o navio não teriam sido atacados...

— Nyarr, chega de desculpas, temos de encontrar um jeito de sair daqui. Escute, eu não gosto de si e você não gosta de mim, mas se queremos sair daqui, temos de trabalhar juntos.

Yellow concordou com alguma relutância, mas optou por seguir o místico da Team Rocket, os dois caminharam por uma comprida estrada de terra, com árvores de um lado e de outro, onde Mankeys observavam curiosamente os dois estranhos que chegavam.

— Estamos caminhando á horas, a pi está com fome...

— Nyarr, você é mesmo uma garotinha fraca, não aguenta nem andar por dez minutos — o estômago de Percy ronca nesse momento, o deixando embaraçado — bom, talvez seja melhor procurarmos comida mesmo...

Os dois se separam e buscam por algo para comer, por sorte, as árvores e arbustos eram recheadas de bagas, Yellow logo colhe uma grande quantidade, já Percy, avistou uma árvore com bananas, dominado pela fome, o místico sobe a bananeira e com suas garras, abate os ramos, fazendo todas as bananas caírem, quem não ficou contente foram os pequenos Mankey que começaram a reclamar.

— Nyahahaha que vocês vão fazer? Estas bananas agora são minhas — zombava o místico enquanto os Mankey choravam por estarem sendo privados da sua comida favorita, logo um grito de fúria ecoa pela floresta, arrepiando as pequenas bolas de pelo — Nyarr? Que foi isto?

Percy olha para trás e vê uma bola de pelo semelhante aos Mankey correndo por cima das árvores na sua direção, mas este tinha uma diferença, ele tinha dois braços musculados e pernas compridas, além de uma expressão bem mais violenta, era um Primeape que estava furioso com Percy por roubar os seus amigos, o místico grita com o pânico e larga todas as bananas, começando a correr, Primeape não abranda e continua na perseguição.

— Pi? — Yellow estava comendo suas bagas quando vê uma grande nuvem de poeira vinda na sua direção.

— Nyarr corra, não fique ai! — Gritava o místico sendo perseguido pelo Primeape, os olhos de Yellow se vidram naquela criatura furiosa, deixando assim uma baga azul cair pela sua boca.

Yellow e Percy fogem de Primeape que os persegue.

— O que aconteceu? — Perguntou a garotinha correndo lado a lado com o recêm aliado.

— Nyarr, parece que o Primeape não gosta de partilhar a comida — respondeu Percy arfando.

— Por que é que a pi está a correr? O problema dele é com você...

— Não seja boba, todo o mundo sabe que quando um Primeape entra em modo de fúria, não há nada no seu caminho que ele poupe nyarr.

Os dois continuam correndo sempre com Primeape no seu alcance, até que ambos chegam em uma ravina, sem opção de saltar para o outro lado, a criatura os alcança e com eles na beira do precipício não havia mais nada a fazer. Percy escorrega e agarra no braço de Yellow, arrastando a garota pela ravina abaixo.

— Pi? — Yellow abre os olhos e observa em seu redor, estava em uma caverna escura e húmida, Percy estava ao seu lado e ela o acorda com um chute.

— Nyarr, para que foi isso?

— Veja o que você fez, agora estamos aqui presos. Não há jeito de subir a ravina de novo...

— O que eu fiz? Se não fosse eu aquele Primeape nos havia feito em puré. Nyarr, agora só temos de arrumar um jeito para sair daqui.

Após inspeccionar o lugar, Yellow descobre um pequeno caminho por entre as rochas, mas os dois teriam de gatinhar, a garota lidera o caminho, soltando faíscas de seu corpo para iluminar a gruta. Ao fim de uns minutos, os dois chegam ao final da caverna, mas não havia saída.

— Pi... como é que saímos daqui agora....

— Nyarr, parece que a única solução é voltar para trás e subir de novo a ravina.

— Pi... mas isso é impossível...

— Você não nota algo de estranho?

— Estranho?

— Nyarr, sinto meus pés molhados...heh? — Percy olha para baixo e vê água lhe chegando aos tornozelos. Nyarr, a maré está enchendo, estamos perdidos!!!!

Os dois não poderiam voltar para trás, pois em poucos segundos, o túnel foi se enchendo de água e a pequena caverna começa a ser inundada.

— Nyarr, isto é tudo culpa sua, se não tivesse vindo para aqui, nós teríamos subido a ravina,  agora vamos morrer.

— Pi... — Yellow fica irritada com as palavras do místico — quem é que tentou roubar a comida do Primeape? Foi você.

— Nyarr, mas a culpa é sua, que quis parar para comer. Além de que se não nos tivessem atacado o navio teria chegado em plenas condições a Shamouti Island, a culpa é toda sua e dos seus amigos, se não fossem vocês não estaríamos nesta situação.

— Shut the fuck up! — Yellow se mostrava irritada demais com Percy e parecia prestes a atacar com sua descarga eléctrica.

O nível da água estava quase nos seus pescoços e não havia forma de sair dali, Yellow pensava em Ash, Katie e Gary, que nunca mais os veria, recorda-se de como os conheceu e uma lágrima desce pelo seu rosto.

— Nyarr, você está pensando nos seus companheiros?

— Sim... a pi nunca mais vai se rir com os seus amigos, mas a pi gostou do pouco tempo que passou na Squirtle Shell... — a garota sorri — e você? Sentirá falta da Team Rocket?

— Nyarr... você sabe, nós podemos fazer coisas más, mas a Jessie e o James são meus amigos, temos uma relação muito próxima, nyarr, nunca mais os poderei ver... — Percy começa a chorar enquanto a água alcança o seu queixo.
— Não chore... — Yellow dá as mãos ao rapaz e sorri para ele — você é como a pi, nos chamam de místicos não é?

— Nyarr, mas somos inimigos...

— Verdade, mas vamos ter o mesmo destino, então acho boa ideia ficarmos de bem — o sorriso da pequena Yellow conforta Percy — o Percy e a pi cresceram em mundos diferentes, vimos pessoas diferentes, fizemos amigos diferentes, mas somos da mesma espécie, então não precisamos nos odiar. O mundo tem demasiado ódio porque as pessoas não percebem que temos de o partilhar e não disputar.

— Nyarr... — Percy olha para os olhos de Yellow sentindo um conforto no peito, mesmo com a água chegando no topo da gruta, mesmo sabendo que não iria sobreviver, ele pensa nos seus amigos Jessie e James, assim como em um garoto mais jovem de cabelos vermelhos.

Percy se recorda quando era mais jovem, um dia que ele roubou um peixe de uma praça, suas roupas estavam rasgadas e sujas, como se ele fosse um sem abrigo e aquele peixe fosse sua refeição, tinha de roubar pois era a única forma de sobreviver, quando o estava comendo, passou por ele um rapaz que não devia ter mais de dez anos, os seus cabelos eram vermelhos como o sangue e voavam ao sabor do vento naquela noite de lua cheia, o rapaz estende a mão ao pequeno místico.

As recordações invadiam ambos que já se encontravam submersos. No entanto, o topo da gruta sofre uma explosão, abrindo uma passagem, Yellow e Percy vêem seus corpos sendo levitados, com uma aura cor de rosa em torno deles, os trazendo para a superfície.

Ao pousarem no chão, se viram em uma grande clareira no meio da floresta, em sua frente estava um rapaz de cabelos roxos, tapando a testa, era Yuuto que balançava sua cauda no ar.

— Você salvou a pi? — Perguntou Yellow olhando para aquele rapaz.

— Senti a presença de dois místicos aqui, estou feliz de ter chegado a tempo — comentou Yuuto sorrindo.

— Nyarr, quem é você?

— O meu nome é Yuuto, sou um místico como vocês.

— Yuuto? — Os dois entraram em choque com a revelação, eles conheciam aquele nome que fazia tremer o mundo.

— Vejo que já ouviram meu nome, ótimo, assim escuso de vos contar os meus planos, venham se juntar a mim, em breve tomaremos conta deste mundo e exterminaremos os humanos.

— Não! — Protestou Yellow.

— Como?

— Os humanos não são todos maus, tem aqueles que só pensam em poder e maldade, mas tem outros que são amigos da pi, a pi nunca os trairia.

— Os humanos são criaturas cruéis que usam os místicos como se fossem objectos descartáveis, não merecem partilhar o mesmo ar que nós.

— E exterminar eles não faz de Yuuto igual a esses humanos? A pi nunca faria mal aos seus amigos, nunca.

— I see, prefere estar do lado deles, então eu espero que perceba que se não está comigo, estará contra mim.

— Nyarr, tenham calma, não precisamos de lutar aqui não é he he eh

— Eu não estou aqui para lutar, eu vos salvei porque são como eu, pensei na ideia de vos recrutar, mas não vos recrimino de escolherem os humanos, vossas mentes foram lavadas por eles, não é vossa culpa, no entanto, a próxima vez que nos encontrarmos, seremos inimigos.

Yuuto levanta voo, deixando para trás os dois místicos no meio da ilha selvagem. Yellow e Percy ainda não sabiam como haveriam de sair daquela ilha, mas é ai que ouvem o som de um navio ao longe, eles correm pelo trilho de terra, chegando de novo á praia, Yellow usa sua electricidade mandando um raio para o ar, despertando a atenção dos marinheiros do navio, que os resgataram em seguida.


O navio também se dirigia para Shamouti Island, Yellow estava entusiasmada em voltar a ver os seus amigos, mas na sua cabeça as palavras de Yuuto eram repetidas constantemente, o seu encontro com o julgador da humanidade havia mexido com ela, mas outro pensamento a invadia, o que teria acontecido com os seus amigos? Estariam seguros em Shamouti island? Ou ainda estavam perdidos no mar? Não percam no próximo capítulo.

1 comments :

Write comments
Boo
AUTHOR
6 March 2015 at 14:51 delete

Outro capítulo bem divertido, foi uma boa sequência de capítulos mais leves e divertidos, deu para dar boas risadas, gostei da interação da Yellow com o Percy, foi interessante explorar a ilha, ver eles tendo problemas com os pokemon, conhecer mais da historia do Percy e ver que afinal não é tão mau assim.
Foi um bom final com Yuuto aparecendo e havendo o confronto ideológico entre eles, ele parece decidido a exterminar os humanos, tem muito ódio por eles. A historia continua incrível.

Reply
avatar