#30 - Entering the Lair!





          A região de Orre veria acontecer o primeiro torneio, em dez anos, e Ash, vitorioso, no centro da arena de Pyrite Town, a multidão aplaudia o esforço deste enquanto os juízes lhe entregam o troféu de campeão. Nos bastidores estava Damon de cabeça baixa, ele havia perdido o combate final, mas não se mostrava muito importado com isso, o que ele mesmo desejava era enfrentar Miror B. e agora sabia que Ash queria fazer o mesmo, no entanto, este queria esperar pelos reforços da Squirtle Shell, que tentaria avisar assim que deixasse de ser o centro das atenções.

       Um dos juízes entrega um bilhete a Ash, este o desdobra e no papel dourado está uma mensagem do próprio Miror B.

       "Hello darling, parabéns pela sua vitória no meu torneio, ficarei ansioso pela sua visita.

        Cherio"

        Ash caminha pelo corredor rumo aos vestiários quando é abordado por Damon que o esperava encostado á porta do vestiário.

        — A nota que você recebeu... foi dele? — Perguntou o rapaz dos cabelos prateados se aproximando de Ash.

        — Sim, ele quer me conhecer.

        — Ótimo, atacamos agora.

        — Espere, os meus amigos da guilda ainda não chegaram, eu tenho de os avisar, eles nos darão mais força contra o Miror B.

        — Tsk, eu não irei esperar nem mais um minuto, enquanto estão todos distraídos com o torneio é a altura ideal para atacar, irei mesmo sem você.

         — Espere Damon — Lucy corre pelos corredores, chegando junto de Damon — você não pode ir sozinho, ouça o Ash e espere pela guilda, você será vencido se for, além de que ainda está ferido.

         —  Quando eu precisar dos seus conselhos, eu mesmo lhos peço — rudemente, Damon, dá um encosto em Lucy e segue o corredor até á saída do coliseu.

         O dobrador de aço sai da arena sendo recebido por vários civis que o cumprimentam, mas logo é abordado por Folly e Truly, dois peões de Miror B.

          — Então você voltou ao lugar do crime — disse Folly se colocando na sua frente, o medo afastou a população que os rodeava.

           — Isso seria se estivéssemos em Phenac e se eu tivesse cometido algum crime — Damon falou com ironia, tentando insultar a inteligência daquele tipo, o que resultou.

           — Você vai deixar de zombar quando eu tiver minha vingança.

           — Tsk, vocês são patéticos — Damon passa pelo meio dos dois mas é agarrado por estes marginais, quando eles lhe colocam as mãos nos ombros.

           — Onde pensa que vai? — Perguntou Truly apontando uma faca nas costas do rapaz — você não nos irá humilhar mais.

           — Hump...

           — Hey o que estão fazendo — Lucy surge acompanhada de Ash — usar armas é covardia.

           — É a ruivinha de novo? Vamos tratar de si também. E se o campeão quiser, também acabamos com ele — ameaçou Folly.

           — Idiotas... — Damon começa a exercer pressão, sua aura intensifica-se projectando os dois marginais para cada lado. Logo dezenas de bandidos surgem no lugar, todos armados com facas e bastões de aço — então é assim que Miror B. recebe as visitas?

            — Você vai morrer! — Um bandido grande e musculado avança com um bastão contra Damon, mas este o pega com facilidade, impedindo os movimentos do agressor — Bullet Punch! — Com apenas um punho, Damon projeta o seu oponente contra um muro pichado — alguém quer ser o próximo?

            Os bandidos se irritaram com o tom de troça daquele rapaz e avançam ao mesmo tempo contra ele, Ash decide dar uma ajuda e com os seus golpes eléctricos, juntamente com os golpes de Damon, nocauteiam os agressores sem problemas.

           Miror B. assistia a tudo da sua torre com um sorriso nos lábios vermelhos.

           — Ah eles não serão nada divertidos, não me apetece lidar com estes niggas, livrem-se deles, eu irei para a caverna treinar uns moves fwuhuhuhu — Miror B. afasta-se em moonwalk, deixando para trás o trio de Kyle, Selina e Slade.

            Ash, Damon e Lucy chegam em um edifício de cerca de seis andares, de cor branca mas escondida pelos grafitis e sujidade que inundava todo o prédio, os três guerreiros entram por um portão semelhante a de uma garagem que se abriu, fazendo-os perceber que Miror B. os esperava. Lucy, que havia curado os dois, se mostrava receosa em entrar, mas por outro lado ela não queria ficar longe de Damon. Assim que entram dentro do prédio são recebidos por mais bandidos que ocupavam as escadas, armados até aos dentes.

           — Hump, parece que nos prepararam uma recepção — disse Damon ironicamente.

           — Damn, devia ter avisado a guilda...

           — Se quiser desistir esteja á vontade.

           — E deixar que você fique com toda a diversão? No way.

            — Tsk, não fique tão cheio de si.

            Os dois guerreiros dão um passo em frente e isso foi o suficiente para os bandidos se lançarem sobre eles, sendo derrotados em um instante, Ash, Damon e Lucy sobem os seis pisos derrotando todos os peões de Miror B. pelo caminho, chegando finalmente ao terraço que dava acesso a uma caverna que adentrava pela montanha, impedindo a passagem estava um homem grande e musculado, era Gonzap, o líder da Muk Infection.

            — Damon, por fim o encontro — o homem falava com um tom calmo, de braços cruzados encarando o garoto dos cabelos de prata.

            — Então você se juntou ao Miror B.? Gonzap.

            — Eu não suporto aquele palhaço do Miror B. mas o que você me fez é mais doloroso do que ter de trabalhar com ele. Eu te tratei como meu filho e você me traiu.

            — Tenho as minhas prioridades.

            — Eu entendo, assim como espero que você entenda que este lugar será o seu último destino como ser vivo.

           — Isso é uma ameaça? Dad? — Damon usava bastante arrogância nas palavras, ele se colocava em posição de combate, pronto a enfrentar aquele que cuidou dele em criança.

            — Não, eu nunca o ameaçaria, sua morte será o seu castigo — Gonzap começa a carregar sua energia, exercendo imensa pressão, Ash e Lucy ficam espantados com aquele poder, Damon se mantinha concentrado e também ele começa a se concentrar.

           — Ash, não se meta neste combate, ele é meu — disse Damon reparando que o outro garoto estava se preparando para ajudar.

           — Mas Damon, o nível dele é muito alto.

           — Eu já disse para ficar quieto — Damon gritou com Ash não reparando no enorme punho que se dirigia contra ele, o acertando no estômago e o projetando nos ares. Gonzap salta alto passando o garoto que estava nos ares, agarra em sua cabeça e o arremessa contra o solo, esburacando o terraço, fazendo Damon cair no piso inferior quebrando uma mesa de madeira.

           — Damon! — Lucy se mostra horrorizada com o poder de Gonzap.

           — Não tenho interesse em vos enfrentar, se quiserem podem avançar, não me importa o que acontece com vocês passando deste ponto — Gonzap salta pelo buraco no terraço, aterrando junto do garoto caido.

             — Temos de... — Ash se prepara saltar quando Lucy agarra o seu braço.

             — Não faça isso — disse a ruiva com lágrimas nos olhos — se você interferir ele vai se zangar — Lucy disfarça um sorriso deixando Ash pensativo.

             Os dois decidem não avançar para dentro da caverna e esperam que Damon supere este gigante obstáculo. No sexto piso encontrava-se o escritório de Miror B. era semelhante a uma discoteca, com uma enorme pista de dança, mesas e cadeiras de volta dela e um bar, Gonzap agarra Damon pelos cabelos e o levanta ficando com o seu rosto próximo do do garoto e lhe espeta um potente murro no estômago, fazendo-o vomitar sangue e em seguida o arremessa contra o bar, partindo algumas garrafas expostas.

             — Isto me dói mais a mim do que a você meu filho.

             — Não me chame de seu filho, ele morreu na grande guerra, eu nunca serei o seu substituto.

             — Eu sei, nunca o tratei como tal — se vir o meu querido filho no lugar para onde vai, diga que o seu pai sempre o amou.

              — Tsk, não seja idiota, acha que eu vou deixar que me mate? Não fale bobagem, eu irei vencer papai — Damon solta um grito de fúria libertando sua aura, o balcão do bar salta devido ao poder do garoto que avança contra Gonzap — Bullet Punch! — O garoto esmurra o abdómen de Gonzap mas este nem dá um passo atrás.

              — Você terá de bater com mais força — Gonzap dá uma joelhada no queixo de Damon, o projetando para cima, em seguida esmurra o seu abdómen, o lançando contra uma parede — você sabe por que não venceu o torneio? Por que ficou pensando em Jirachi em vez de se concentrar, essa criatura sempre foi sua perdição e é por ela que morrerá.

              — Não ouse falar de Jirachi, você não tem esse direito... Flash Cannon! — Damon se levanta com dificuldade, mas logo dispara um raio de luz prateada pela boca. Gonzap estende os braços e apanha o raio com as mãos.

             — Liberte sua mente daquilo que o faz triste, só assim os seus golpes farão algum efeito em mim. Sofra depois do combate terminar, é isso que farei quando terminar consigo.

              — Você continua me tentando ensinar os seus métodos de combate, é patético — cuspindo sangue pela boca, Damon continuava zombando aquele homem que cuidou dele.

             — Apenas não quero que você parta deste mundo como um fraco sentimentalista, como pai, o meu dever é querer o melhor para os seus filhos e eu quero o melhor para si, que é morrer como um bravo guerreiro.

              — Então acho que vou ser um mau filho e não morrer neste combate.


             Damon e Gonzap iriam continuar a combater sobre o olhar assustado de Lucy que sabia que não podia fazer nada. Ash também se mostrava intimidado pelo poder deste Gonzap que parecia uma montanha destruidora. A grande batalha ainda só agora começou e provavelmente teremos a primeira baixa, conseguirá Damon superar este homem e avançar na sua missão de salvar Jirachi? Conseguirá Ash continuar sem Damon do seu lado? Descubram no próximo capítulo.

1 comments :

Write comments
Boo
AUTHOR
18 February 2015 at 14:59 delete

Capítulo muito bom, finalmente a volta da historia com o confronto contra o Miror B.
Como era de se esperar Ash não conseguiu esperar pela ajuda da guilda, apesar que dessa vez não foi culpa dele. Damon espera a imenso tempo por isso, ele nao conseguiu perder esta chance.
A apresentação de Gonzap e todo confronto dele com Damon foi muito bom, o combate já começou muito bom, e existe algo de diferente nisto, é difícil dizer o que Gonzap esta pensando ou porque esta lutando, se para para Damon ou de algum modo o esta treinando. Um capítulo incrível, grande retorno da historia.

Reply
avatar