#15 - Rock Wave!





             A perseguição aos membros da Laughing Gengar começou, os nossos heróis foram obrigados a se separar para encontrar a bomba que segundo a guilda negra, irá explodir em breve, Katie foi a primeira a encontrar a sua oponente, Miriam, a violinista que usa ondas sonoras como manobras ofensivas, embora ela tivesse mostrado que não estava á altura da garota da Squirtle Shell no que toca a movimentos de combate, ela conseguiu outro feito, mas já lá vamos. Antes vamos descer uns andares do prédio onde elas estão combatendo, vamos para o primeiro piso, onde se encontra uma academia, um lugar onde as pessoas vão malhar, embora hoje esteja ocupado por um diferente grupo de indivíduos. 

         —  301... 302... 303... — Um rapaz de cabelos espetados, de cor azul petróleo fazia levitações com apenas um braço, o seu rosto estava visivelmente suado e mostrava um grande esforço.

         — Vamos lá, mais depressa nisso, minha avó consegue fazer isso apenas com a língua — este homem entroncado observava o esforço deste rapaz. O homem tinha o cabelo quase rapado e um farto bigode entre o nariz e os lábios.

         — 304...305... mestre Kim, me deixe fazer uma pausa... — implorava o rapaz.

         — Nossa, que fraco que você é, veja a Kira, ela não parece minimamente cansada — disse o homem do bigode apontando para uma garota de ponytail azul que fazia flexões de cabeça para baixo em cima de uma trave.

         — 620, 621, 622 — contava a garota rapidamente enquanto fazia o seu treino.

          Entretanto sente-se um abalo no ginásio, provocando a queda do rapaz.

          — Que foi isto? — Perguntou Kira que se apoiou na trave para não cair.

          — Parece que está havendo sarilhos — comentou o mestre.

          — Isso quer dizer que posso parar? — Perguntou o rapaz ainda sentado no solo.

           — Mestre, estão duas gostosas combatendo no ar — ouve-se uma voz vinda do exterior da academia, logo o mestre e o rapaz correm para a saída.

            — Homens... tão previsíveis — ironizou Kira que retomava o seu treino.

            — Mas o que se está passando aqui? — Perguntou o mestre.

            — São aquelas duas ali — um rapaz baixo com o cabelo verde seco e um penteado de risca ao meio apontava para o céu, onde Katie encarava Miriam que flutuava no seu violino transformado em prancha.

             — Elas provocaram uma explosão lá em cima, foi por isso que o prédio abanou — explicou um outro rapaz de cabelos castanhos.

             — Whoo hoo força garotas, rasguem as roupas uma da outra e lutem — encorajou o rapaz de cabelos azuis.

             — Para isso você já não está cansado, não é assim, Rin? — Disse o mestre, deixando o rapaz embaraçado.

              — Sabe como é Nukesu-sensei, quando algo envolve garotas com pouca roupa se descabelando, mesmo um homem que acabara de subir a montanha mais alta do mundo teria vontade para ver isto hehehe — disse o rapaz de cabelos castanhos. O seu nome é Cyan.

              — Que fazer convosco... — comentou o mestre Kim Nukesu, abanando a cabeça.

               Logo Miriam usa ondas supersónicas através da sua voz que deixa os quatro homens confusos, em seguida eles se voltam para Katie.

               — Uh oh... isto não é bom — comentava a garota que aterrava no solo.

               — Meus queridos fãs, essa menina é mal comportada, ela não respeita os valores das artes marciais — Miriam continuava produzindo as ondas sonoras pela sua voz.

              — Deixe os civis em paz, eles não têm nada a ver com isto — ordenou Katie.

              — Hahaha acha mesmo que eu quero saber isso? Vão meus amores, peguem essa garota já.

              — Nós somos a Primeape Rampage, uma guilda de praticantes de artes marciais, nosso lema é esforço, carácter, determinação e respeito, você garotinha desrespeitou esse lema ao atacar esta pobre e linda artista, agora sofra a fúria dos Primeape, eu mestre Kim Nukesu, irei lhe ensinar uma coisinha ou duas. Alunos!

              — Sim Nukesu-sensei! — Os três rapazes vestidos com kimono se colocam em posição de ataque. O mais baixo se chama Khan, aquele com o risco ao meio.

              — Ataquem! — Ordenou o mestre.

              — Droga, eu não os quero magoar... — Katie estava em apuros ao ver os três lutadores avançarem sobre si, pensava no que poderia fazer para evitar o contacto, mas isso parecia impossível naquele momento.

               A sul de Saffron fica a cidade Vermilion, é para lá que Ash foi, tentando perseguir Jimmy da guilda negra. Esta cidade é conhecida pelo seu porto, onde luxuosos cruzeiros atracam, assim como navios de carga e petroleiros, a cidade em si é essencialmente constituída por pequenas casas de pescadores que vivem do que pescam.

            Ash corria pela marina seguindo a energia espiritual de Jimmy, que este aumentara apenas para atrair o guerreiro da Squirtle Shell, tudo o que ele via eram barcos de pesca e outros de recreio, o inimigo estava perto, mas não visível, isto até ondas sonoras produzidas por uma guitarra eléctrica criarem um forte impacto junto de Ash, o projetando para trás e fazendo cair no chão.

           — Oh damn, eu devia ter afinado melhor a minha guitarra — comentou Jimmy em cima de um iate branco.

           — Finalmente o encontrei — disse Ash se levantando e produzindo faíscas por todo o seu corpo.

            — Ora, você não me encontrou tolinho, eu o trouxe até mim — disse o guitarrista com arrogância — sabe, eu sempre gostei de barcos, desde criança que eu sonhava em ter um destes, infelizmente nunca tive dinheiro para comprar um, mas eu espero que este concerto angarie fundos suficientes para eu comprar hahaha.

            — Lamento informar, mas o seu concerto será cancelado por baixa do guitarrista principal — disse Ash aumentando a sua energia espiritual, faíscas cobrem o seu corpo.

            — Hahaha acha mesmo? Sobreviva ao meu primeiro hit... Thunder Wave! — Jimmy começa a tocar sua guitarra produzindo ondas eléctricas que envolvem Ash.

           — Qu-quê? Ele consegue usar isto... — Ash não se conseguia mover, as ondas estáticas o tinham paralisado.

           — Nossa, você ficou assim tão impressionado que nem se move? Hahaha brincadeirinha, aqui vai o meu segundo hit, ele irá atingir o top da billboard... Thundershock! — A guitarra de Jimmy fica envolvida em energia eléctrica á medida que este a tocava, libertando um raio que atinge Ash no peito, o projetando contra um placar publicitário (placar = billboard) — Boom, foi rápido. Sabia que eu ia conseguir ter sucesso.

          — Droga... ele usa golpes eléctricos... — Ash se libertava das ondas que o paralisavam e se punha em pé de novo — diga-me onde tem a bomba.

          — Se não o quê? — Aguçou o guitarrista — você acha que está em posição para exigir o que é que seja?

          — Diga-me, é você que a tem? Você já venceu o combate, eu falhei, só quero saber se é esta a cidade que vai explodir por causa do meu falhanço... — Ash se ajoelhava no solo, implorando ao guitarrista da Laughing Gengar.

          — Hahahaha adoro isto, a sua submissão me alegra o dia, até lhe posso contar, não, não sou eu quem tem a bomba, parece que o seu falhanço não será total dude.

          — Boa... fico contente com isso hehe — o corpo de Ash fica completamente coberto por uma intensa aura de electricidade — obrigado por me contar isso, agora eu não terei medo. — Ash se lembrou das palavras de Gary ao grupo antes da separação. O neto do professor Oak disse para antes de fazer algo estúpido para tentar perceber quem tem a bomba.

          — Whoa not cool, você me enganou. Mas não importa, a sua derrota está decidida, vamos ao encore... Thundershock!

           — Thundershock!  — Os dois oponentes produzem raios eléctricos que chocam um no outro, provocando uma explosão na doca.

           Com duas batalhas decorrendo e mais duas por começar, como estará a cabeça de Gary e Yellow? Um deles irá enfrentar o portador da bomba, estarão eles preparados para salvar a cidade? Não percam o próximo capítulo.

         

             

1 comments :

Write comments
Boo
AUTHOR
9 January 2015 at 15:12 delete

Bom capítulo, mostrou um pouco mais sobre o mundo apresentando outra guilda, a Primeape rampage, foi um bom detalhe fazer outra guilda aparecer para ver toda a confusão que a luta causou na cidade.
Interessante o conceito de uma guilda de artistas marciais, apesar de terem um lema acabaram sendo seduzidos pela Miriam, foram boas piadas com eles querendo ver a luta virar um ecchi.
Ash teve uma estratégia inteligente seguindo o conselho de Gary, sofrendo os golpes ate ter a certeza que não enfrentava a pessoa que estava com a bomba, foi um bom desfecho ao mesmo tempo que surpreendeu.
Agora uma luta se desenrolando em duas frentes ao mesmo tempo, estou ansioso pelo próximo e para saber quem tem a bomba.

Reply
avatar