#12 - Curtain Call!




           A torre de Lavender Town, para muitos um lugar assombrado por um antigo rei, que após ser traído pela mulher que amava e pelo seu próprio irmão caiu em desgraça, sendo sepultado por baixo deste misterioso lugar, Ash, Yellow, Gary e Katie entram pelas grandes portas brancas que dão acesso à torre, os membros da Squirtle Shell se deparam com um cenário assustador, as paredes eram cinzentas e cheias de fendas, o solo estava coberto de campas, sim, esta torre servia de ultima morada para aqueles que deixavam o mundo dos vivos.

          — Vocês estão ouvindo isso? — Perguntou Ash tremendo de medo.

          — Isso o que Ash? — Questionou Katie.
   
          — Essa musica que está passando... o que é isto? — O rapaz falava com a voz trémula.

           — Que esta falando seu idiota? Não está passando musica nenhuma, deixe de ser um medroso e se concentre em encontrar os ladrões da guilda negra.

           — Mas eu estou ouvindo um som, como se estivessem tocando instrumentos musicais.

           — Deve ser impressão sua Ash, eu não estou ouvindo nada — respondeu Katie — e você Yellow?

            — Sweetly, sweetly, fall asleep completely — Yellow cantava ritmicamente estas palavras, o seu olhar estava vago.

           — Huh? Yellow, que está falando? — Katie encarou a garota, fazendo-a despertar do que parecia uma sessão de transe.

            — Heh? O que houve?

            — Você estava falando de uma forma estranha — explicou Katie.

            — Ah, eu tendo a fazer isso hehe — disse a garotinha coçando a nuca.

            — Er... you guys... aquele quadro está nos seguindo com os olhos — disse Ash ainda com a voz trémula, olhando para um quadro antigo de um homem com um ar distinto pintado a óleo.

            — Deixe de falar bobagem, é apenas um quadro — reclamou Gary.

            — Este era o rei Azoth. Ele tinha um grande império, segundo as lendas, ele foi enterrado neste lugar, antes sequer da torre existir — explicou Katie.

            — E-esse é que é o rei tirano? — Perguntou Ash com o rosto azul de medo.

            — Yup, ele é a maior inspiração para as lendas de terror, um rei que trazia o mal a todos, traído pela mulher que amava e pelo seu próprio irmão, as únicas pessoas que ele gostava, as duas pessoas em quem ele confiava o assassinaram e o enterraram aqui, mas o seu espírito continuava a aterrorizar as pessoas, então construíram esta torre para que ele ficasse preso para toda a eternidade.

          — A história é assustadora, mas um pouco triste — comentou Yellow.

          — Já imaginaram? Mesmo em espírito deve ser muito triste ver o mundo em seu redor evoluir e ele aqui, preso, sem conseguir se mover, odiaria ficar presa em um lugar como este — disse Katie apontando a lanterna para o solo.

          Os nossos heróis continuavam a subir os andares, mas nem sinal dos membros da guilda negra, no último piso havia uma porta castanha, seria o último lugar onde procurar, Gary abre as portas repentinamente e o grupo observa as cadeiras roubadas do convento todas alinhadas em direcção a um palco.

           — Parece uma sala de espectáculos — constatou Katie.

         Começa-se ouvindo uma melodia tocada por um violino, que ecoa pela sala.

           — Era esta a musica que eu estava ouvindo, agora não podem dizer que não a ouvem — disse Ash assustado.

           "Sweetly, sweetly, fall asleep completely,
Mourning, mourning, sleep until the mourning"

            Uma garota de cabelos prateados surge de dentro da fumaça que se estabelecia no palco, ela cantava e tocava violino enquanto dançava pelo meio do fumo.

           — Ela é linda — disseram Ash e Gary que pareciam entrar em trance com a voz da garota.

           "Sweetly, sweetly, fall asleep completely,
Mourning, mourning, sleep until the mourning,

Not another day will pass without you,
Not another eulogy about you.
Now...be gone
close your eyelids...

Softly, softly, rest your weary body
Silent, silent, desolate and quiet

Now your troubles melt away beside you
Now your feelings rot away inside you
Free your soul...give up fighting."

         — Saiam dessa guys ­— Katie dá uma chapada nos dois, fazendo eles acordar do estado dormente.

         — Hihihi — a violinista parou de tocar e soltou uma gargalhada.

         — Quem é você? Você é dos Laughing Gengar? — Perguntou Katie.

          — Bem vindos á nossa sala de espectáculos, o meu nome é Miriam e agradeço a vossa presença — aplausos são ouvidos pela sala, observam-se sombras aplaudindo nas paredes, mas as cadeiras estão vazias.

           — Ma-mas o que é isto... — Ash estava aterrorizado.

           — Isto só pode ser um truque, tal como aquele que ela fez para nos hipnotizar com a sua canção — disse Gary.

           — Ohhh, temos convidados que não estão entretidos, não gostam da minha musica? — Perguntou a garota fazendo beicinho.

           "BUUUUUUUUH" a plateia de sombras apupa os quatro membros da Squirtle Shell.

             — Eek, quem fez isto? — Yellow também já tremia por todo o corpo.

             De repente ouve-se o tocar de uma guitarra eléctrica, em seguida as sombras gritam que nem garotas adolescentes, esperando pelo seu ídolo e salta para o palco um rapaz de cabelos prateados e espetados.



            "Jimmy! Jimmy! Jimmy!"

           As sombras gritavam de forma histérica pelo garoto.

          — Bem vindas minhas fãs, é uma honra tocar para todas vós — disse o musico passando a mão pelo cabelo e soltando um sorriso charmoso que deixou a plateia eufórica.

          — Ele é tão fofo — comentou Katie com corações no lugar dos olhos.

          — Eu amo você Jimmy! — Gritou Yellow.

          — Heh? — Ash e Gary ficavam confusos com o que estava acontecendo com as garotas.

           Após a entrada deste rapaz, outros dois adentram o palco, um baixista e um baterista, eles começam tocando intensivamente deixando as sombras ainda mais em extase.

          — Ash, isto não é normal, temos de fazer algo — disse Gary.

          — Mas o quê?

          — Eles são claramente quem nós procuramos, vamos atacá-los e parar com esta palhaçada.

          — Certo, vamos a isso!

          Os dois rapazes saltam pelas cadeiras tentando se aproximar do palco.

          — Ember! — Gritou Gary cuspindo brasas contra os músicos.

          — Thundershock! — Ash produz o seu golpe eléctrico na mesma direção.

          Os golpes não chegaram nem perto da banda, pois o som dos seus instrumentos criou uma barreira protectora. A plateia apupa dos dois, espíritos surgem na sala, envolvendo Ash e Gary, os arremessando para trás.

          — Ora ora, temos aqui dois convidados que não apreciam a nossa musica — disse Jimmy — o que fazer?

          — Ash, Gary, vocês estão bem? — Perguntou Katie.

         — Sim, estamos e você? — Questionou Gary.

         — Os instrumentos deles estão fazendo efeito nos nossos corpos, mas eu consegui quebrar o encantamento — explicou a garota.

         — Então baby, não quer um autografo meu? — Perguntou Jimmy passando a mão pelo cabelo despenteado.

         — Ohh sim, o que eu mais quero é um autografo de um ídolo adolescente, por favor, me autografe, eu preciso dele para viver — dramatizou Katie.

         — Sabia que não me conseguiria resistir — as sombras vibram com as palavras do musico.

         — Pois eu não sabia que você não entenderia sarcasmo — zombou Katie.

         — Anyway, agora vamos para o nosso numero final — disse Jimmy fazendo as "fãs" gritarem ainda mais alto — na bateria Clyde (Aplausos) no baixo Garrett (Aplausos) no violino Miriam (Aplausos) o meu nome é Jimmy, nós somos os Laughing Gengar, a melhor banda do mundo, é um prazer estar aqui para vocês Lavender Town, esta última musica se chama a destruição da Squirtle Shell.

         — Quê?


         Os quatro membros da guilda de Pallet ficam em alerta com o eminente ataque dos guerreiros inimigos, a batalha irá começar, não percam o próximo capítulo.

1 comments :

Write comments
Boo
AUTHOR
4 January 2015 at 12:47 delete

Primeiro é preciso elogiar a OST do capítulo, a theme clássica de Lavender em versões que ajudaram a criar o clima para o capítulo, era uma experiência mais completa com a música completando o clima criado pela historia.
Gostei muito do capítulo, uma historia com suspense, a construção do cenário de terror, Ash assustado e os outros tentando ser calmos e seguir com a missão.
A resolução do mistério também foi boa, queriam as cadeiras para ter uma plateia para o show que iam fazer. Eles parecem ser bem perigosos com ataques que podem hipnotizar e confundir, estou ansioso para ler o seguinte e ver como a batalha será.

Reply
avatar